quinta-feira, 1 de outubro de 2015

02 de Outubro – Festa dos Santos Anjos da Guarda

  


                                  


Eis o que diz o Senhor Deus: Envio-te o meu Anjo para andar à frente de ti, e te guardar no caminho e te introduzir na região que te preparei. Olha para ele, e escuta a sua voz, e não julgues que o deves desprezar, porque não te perdoará quando pecares, e em si traz o meu nome. Se lhe ouvires a voz e observares tudo o que digo, serei inimigo dos teus inimigos, e afligirei os que te afligem e o meu Anjo andará adiante de ti”. (Ex 23, 20-23 – Epístola da Festa dos Anjos da Guarda, 2 de outubro)

[…] “Vede, não desprezeis um só destes pequeninos; pois vos declaro que os seus Anjos dos Céus vêem incessantemente a face de Meu Pai que está nos Céus”. (Mt 18, 10 – do Evangelho da Festa dos Anjos da Guarda, 2 de outubro)
Ensina Santo Tomás de Aquino a respeito dos Anjos da Guarda:
“A cada homem é delegado um anjo para sua guarda”. (Summa Theol. I-II, q.113, a.2) “O homem, na vida presente, encontra-se em uma espécie de caminho que deve tender para a pátria. Nesse caminho são muitos os perigos que o ameaçam, dentro e fora: ‘No caminho pelo qual eu ando, armaram-me uma cilada’ (Sl 141, 4). Por isso, aos homens que andam por caminhos não seguros são dados guardas. Assim também a cada homem em sua peregrinação terrestre é delegado um anjo para sua guarda. Quando chegar ao termo da vida, já não terá tal anjo; mas no céu um anjo reinando com ele, e no inferno terá um demônio para puni-lo”. (Summa Theol. I-II, q.113, a.4)
Hino das Vésperas [1]
I. Vamos cantar aos Anjos tutelares dos homens, que o Pai celeste deu por companheiros à nossa natureza enfermiça, para que não sucumbíssemos às insídias do inimigo.
II. Pois o anjo traidor, vendo-se, depois da queda, despojado da honra que lhe fora concedida, arde de inveja e quere destruir os que Deus chama para o Céu.
III. Acorre, pois, ó guarda vigilante, e afasta da pátria, que recebeste para defender, os males espirituais, e quanto pode perturbar a paz dos que nela habitam.
IV. Glória à Trindade Santíssima, que governa com Sua providência esta admirável máquina do mundo, e cuja glória não se extinguirá jamais.
DA FESTA DOS ANJOS 

Em que dia celebra a Igreja a festa dos Anjos?
A Igreja celebra no dia 29 de setembro a festa de São Miguel,  e no dia 2 de outubro a festa dos Anjos da Guarda.

[…] Quais são os Anjos que se chamam Anjos da Guarda?[2]

Chamam-se Anjos da Guarda aqueles que Deus destinou para nos guardarem e guiarem no caminho da salvação.
Como sabemos nós que há Anjos da Guarda?
Que há Anjos da Guarda sabemo-lo por meio da Sagrada Escritura e pelo ensinamento da Igreja.
Que assistência nos presta o Anjos da Guarda?
O Anjo da Guarda:
1) assiste-nos com boas inspirações e, recordando-nos os nossos deveres, guia-nos no caminho do bem;
2) oferece a Deus as nossas orações e alcança-nos as suas graças;
Que proveito devemos tirar do que a Igreja nos ensina com respeito aos Anjos da Guarda?
Do que a Igreja nos ensina com respeito aos Anjos da Guarda devemos tirar o proveito de um contínuo reconhecimento à bondade divina, por no ter dado os Anjos como guardas, e também aos mesmos Anjos pelo amoroso cuidado que têm conosco.
Em que deve consistir o nosso reconhecimento para com os Anjos da Guarda?
O nosso reconhecimento para com os Anjos da Guarda deve consistir em quatro coisas:
1) respeitar a sua presença e não os contristar com pecado algum;
2) seguir prontamente os bons sentimentos que, por meio deles, Deus excita em nossos corações;
3) fazer as nossas orações com a maior devoção, a fim de que as acolham com agrado e as ofereçam a Deus;
4) invocá-los frequentemente e com muita confiança, nas nossas necessidades, e especialmente nas tentações.

Colaboração Irmã Nilza do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário