terça-feira, 4 de março de 2014

Jejum e Abstinência!

Jejum e abstinência no Novo Código de Direito Canônico de 1983.
"Os dias e períodos de penitência para a Igreja são todas as sextas-feiras de todo o ano e o tempo da Quaresma [Cânon 1250]. 
A abstinência e o jejum devem ser observados na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa. [Cânon 1252]. A lei da abstinência vincula a todos que completaram 14 anos. A lei do jejum vincula a todos que chegaram à maioridade, até o início dos 60 anos [Cânon 1252].
O jejum consiste numa refeição completa e duas menores, que juntas são menos que uma refeição inteira. Não é permitido comer entre as refeições, mas líquidos podem ser tomados. 
A abstinência consiste em abster-se de comer carne."  ( ref: http://fratresinunum.com/2014/03/04/o-jejum-e-a-abstinencia-na-lei-da-igreja-6/)




JEJUM X ABSTINÊNCIA.
>> O Jejum é a abstinência total ou parcial de alimento, logo a abstinência é abster-se de algo da qual pra você se torne uma penitência.<<

Quando iniciamos a Quaresma, na Quarta-feira de Cinzas, recebendo-as sobre as nossas cabeças como sinal de reconhecimento do nosso pecado e a necessidade de conversão, a Palavra de Deus nos lembrava do jejum, esmola e oração (Mt 6, 1-6.16-18).

“Quando jejuares perfuma a cabeça e lava o rosto...e o teu Pai que vê o que está escondido, te dará a recompensa. Encontramos também Jesus lembrando que “quando o esposo for tirado, então jejuarão”

O apelo de Cristo visa a nossa mudança interior, à transformação de nossas vidas, à conversão do coração e à penitência interior, reorientando nossa vida para Deus e rompendo com o pecado. É a busca de acolher o coração novo! Somos chamados a sempre buscar uma vida de conversão, e, para isso, ao acolher a graça de Deus ter também práticas de ascese que nos ajudem nessa caminhada.
A caminhada quaresmal conduz-nos a renovar a vida cristã, que no fundo é uma busca de recolocar-nos no caminho da santidade, atitude que deve ser constante, mas que recebe um incremento especial neste tempo favorável. “O aspecto mais sublime da dignidade humana consiste em sua vocação para a comunhão com Deus. Desde o seu nascimento o homem é convidado ao diálogo com Deus.” (GS 19)
É nesse contexto que a Igreja propõe como um dos seus mandamentos “Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja” (CIC 2043), contribuindo para nos ajudar a preparar para as festas litúrgicas e a adquirir domínio sobre nossos instintos e a liberdade de coração.

A Igreja convida-nos, durante o tempo da Quaresma e depois também todas as sextas-feiras do ano (em memória da Sexta-feira Santa) a termos momentos fortes de prática penitencial.


Salve Maria...

Nenhum comentário:

Postar um comentário