sexta-feira, 19 de julho de 2013

20.07 SOLENIDADE DE SANTO ELIAS, NOSSO PAI!!!!

“Passado algum tempo, secou-se a torrente, porque não chovia mais na terra. Então o Senhor disse-lhe: Vai para Sarepta de Sidon e fixa-te ali: ordenei a uma viúva desse lugar que te sustente. Elias pôs-se a caminho para Sarepta. Chegando à porta da cidade, viu uma viúva que ajuntava lenha. Chamou-a e disse-lhe: Por favor, vai buscar-me um pouco de água numa vasilha para que eu beba. E indo ela buscar-lhe a água, gritou-lhe Elias: Traze-me também um pedaço de pão. Pela vida de Deus, respondeu a mulher, não tenho pão cozido: só tenho um punhado de farinha na panela e um pouco de óleo na ânfora; estava justamente apanhando dois pedaços de lenha para preparar esse resto para mim e meu filho, a fim de o comermos, e depois morrermos. Elias replicou: Não temas; volta e faze como disseste; mas prepara-me antes com isso um pãozinho, e traze-mo; depois prepararás o resto para ti e teu filho. Porque eis o que diz o Senhor, Deus de Israel: a farinha que está na panela não se acabará, e a ânfora de azeite não se esvaziará, até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a face da terra. A mulher foi e fez o que disse Elias. Durante muito tempo ela teve o que comer, e a sua casa, e Elias. A farinha não se acabou na panela nem se esgotou o óleo da ânfora, como o Senhor o tinha dito pela boca de Elias. Algum tempo depois, o filho desta mulher, dona da casa, adoeceu, e seu mal era tão grave que já não respirava.A mulher disse a Elias: Que há entre nós dois, homem de Deus? Vieste, pois, à minha casa para lembrar-me os meus pecados e matar o meu filho? Dá-me o teu filho, respondeu-lhe Elias. Ele tomou-o dos braços de sua mãe e levou-o ao quarto de cima onde dormia e deitou-o em seu leito. Em seguida, orou ao Senhor, dizendo: Senhor, meu Deus, até a uma viúva, que me hospeda, quereis afligir, matando-lhe o filho? Estendeu-se em seguida sobre o menino por três vezes, invocando de novo o Senhor: Senhor, meu Deus, rogo-vos que a alma deste menino volte a ele. O Senhor ouviu a oração de Elias: a alma do menino voltou a ele, e ele recuperou a vida. Elias tomou o menino, desceu do quarto superior ao interior da casa e entregou-o à mãe, dizendo: Vê: teu filho vive. A mulher exclamou: Agora vejo que és um homem de Deus e que a palavra de Deus está verdadeiramente em teus lábios.” – I Reis 17; 7-24




Deus, juntamente com a provação, já provê livramento, de maneira que possamos suportar. Deus poderia sim ter feito com que a fonte não secasse, mas Ele queria fortalecer a fé do seu Servo e mostrar que mesmo nas adversidades todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. O Senhor quis ensiná-lo a não desanimar com as circunstâncias, mas confiar no Senhor para o seu sustento! Muitas vezes, é necessário, tendo fé no que Deus nos prometeu, não hesitarmos em deixar o lugar onde estamos se Deus nos chama em outro lugar (seja um local físico, uma posição, um cargo, um relacionamento, etc..). Sidom poderia parecer menos desejável do que Querite, ou mesmo uma viúva que pareci não poder ser capaz de sustentar Elias, mas Elias simplesmente obedeceu a Deus. Será que às vezes nós não insistimos em permanecer junto à torrente que está secando, quando Deus nos quer sustentar mais à frente???? Quando as situações pioram, nos desesperamos ou buscamos a Deus? Será que chorar e entristecer não são uma insistência ou apego humano em algo que no momento Deus quer que desapeguemos para podermos crescer??? Se estivermos firmes na oração, e junto a Deus, não deixando que as ocasiões nos derrubem, nem nos prendendo àquilo que é do mundo, o Senhor irá nos sustentar! Ele sabe o que é melhor para nós. Mesmo sendo humanos demais para entender porque a torrente está secando, e porque as situações parecem complicar, ou mesmo não entendemos às vezes os problemas que devemos enfrentar, sabemos que o nosso Deus está no controle de TUDO. Por mais escuro que se torne a Noite, confie Nele, pois o dia há de clarear novamente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário