sábado, 20 de abril de 2013

A respeito da Carta com a resposta de Roma, publicamos aqui uma palavra de Frei Tiago de São José... SALVE MARIA;


A ALEGRIA DA RESSURREIÇÃO


Recebemos, nesta semana, a carta da congregação para os institutos de vida consagrada, como resposta ao nosso recurso apresentado à comissão Ecclesia Dei. O conteúdo desta resposta nos deixou bastante confortados, pois, um órgão oficial do Vaticano está nos declarando que não há nenhum “ato administrativo”, ou seja, não existe nenhuma atitude canônica válida do Bispo de Bragança Paulista contra nós. Por isso mesmo, nem sequer necessitamos do recurso... O que existe somente é um “comunicado” ou seja, um ato informal que através da internet nos obrigou a deixar as atividades do nosso Mosteiro de Atibaia. E por que houve apenas um ato informal? Porque não havia razões para nos expulsar. O que se chama de “desobediência” e “irregularidades” vemos que na verdade seria resistência e excesso de regularidade. Após a tempestade, vemos, com clareza, que tudo isso que nos tem acontecido faz parte de um cenário que deve se reproduzir em toda a Igreja e vai se estender cada vez mais, desde que o Papa Bento XVI propôs abertamente a “hermenêutica da continuidade”. Aqueles que aderem a esse projeto serão tachados de irregulares, pois o “superdogma do Concílio não pode ser contestado”. Entretanto, já podemos ter certeza de que a vitória da Igreja está garantida. É só uma questão de tempo e os desígnios de Deus se cumprirão pondo fim nesta crise e apostasia. O nosso Carmelo Eremítico, morto, agora está vivo novamente e já não pode morrer mais. Estamos muito bem acolhidos no Paraguai e o Bispo de Ciudad del Este já nos aprovou e fez a ereção canônica de nossa fundação. Ele não nos exigiu que tirássemos o hábito, nem que renunciássemos ao Rito Tradicional, nem que deixássemos de viver conforme a nossa Regra. Pelo contrário, temos um apoio incondicional por parte do povo e do clero. Por tudo isso, louvamos a Deus que permitiu que enfrentássemos essa provação em Atibaia para que hoje estivéssemos mais fortalecidos no nosso carisma e com novas fundações. Bendito seja Deus que escreve certo por linhas certas e que nos conduziu pelos caminhos que ele quis, pois, afinal “o Cristo não devia sofrer tudo isso para entrar na sua Páscoa?” (Luc. 24,26) Agora resta-nos continuar rezando para que, com o apoio do Papa possamos seguir o nosso caminho.
Que Maria, Mãe e Formosura do Carmelo interceda por nós!


Santa Rita, 18 de Abril de 2013
Frei Tiago de São José 

Nenhum comentário:

Postar um comentário